sábado, 29 de maio de 2010

Frase do dia!

"Nada que consigo é por mérito meu. Sempre a custa do dinheiro dos outros ou coisas ganhadas."

Lesada

Bati tanto a cabeça que estou realmente me sentindo lesada... como se eu estivesse no ar e nada consigo pensar...
E depois de tanta birra... choradeira... tava demorando pra ficar com a sensação de "emaconhada"...
É... a pantera me deu um puta de um tapa!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

...

...tô precisando de um pouco de "criancisse" e "meiguice"... porque estou mais velha e dura que a minha avó (com todo o respeito). Presinto que piorarei.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Frase do dia

"A minha tristeza não reflete na vida de ninguém. Nem a minha alegria."

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Desabafos sem nexos (de verdade)

Não queria deixar meus pais mais triste do que já deixo... assim como também não desejo de forma alguma que eles morram... mas confesso que, se eles não estivessem presentes aqui na Terra, seria um pouco mais fácil eu me matar de verdade, porque daí não teria que me preocupar em saber como eles ficariam depois da notícia.
Eu não sei se eu preciso de médico ou de uma tragédia muito grande e de verdade na minha vida para eu mudar e parar com isso.
Eu sou muito dramática e fico me fazendo de coitada. Tudo que eu sinto tem que ser relevante pra todos. As vezes isso é chato. Eu não sei se é porque eu ando com pessoas erradas, ou eu não me toco que os outros nunca conseguiram resolver isso pra mim, só eu posso dar um basta nisso, ou eu sou doente, sei lá.
Acho que, na verdade, eu que sou uma péssima pessoa... péssima amiga... péssima influência...
Só olho pro meu umbigo, pro meu nariz, pros meus problemas, tristezas, chateações...
Eu sei que não sou uma boa pessoa por dentro... mas eu não sei como compensar ou melhorar isso.
Apodreci por dentro que nem esse bando de gente ignorante, mal educado, hipócrita, egoísta, etc... de uma forma bem diferente e incomum, mas já estou podre.
Acho melhor não crer em mais nada que eu mantinha... aliás, nem lembro mais no que eu acreditava...
Me sinto como se eu tivesse montado uma armadilha pra mim mesma, e só agora me toquei que não tem como sair dela, e tentando me conformar logo. Isso me lembra muito do sonho que tive faz tempo de cair numa lama movediça e nem tentava me debater porque já sabia que ia morrer, e só vendo o buraco se fechar... e eu nem berrava ou gritava de choro... só deixava as lágrimas escorrerem no meu rosto abundantemente.
Acho que só hoje me toquei que sou tão podre como um monte de gente que eu xingo, igualzinho esses políticos que ficam fazendo o que quiser na cara dura, etc.
E eu acho que já deve ter aparecido vários "anjos" tentando me tirar dessa, mas cega e estúpida como eu sou, nem liguei. E vou continuar assim, pelo jeito...
Sempre estragando a vida de alguém.... sempre me sentindo assim... sempre enxergando assim... sempre tão cheia de ecos... sempre afastando tudo de bom... sempre assim...
E continuo sem saber o que ainda me prende nesse mundo... com tantas coisas legais que existe, e eu não aproveitando nem 0,1% disso... por opção própria mesmo...
Por que eu sou assim... hein?
Nem Deus me salva.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Outros rumos

Como eu tô de saco cheio do serviço onde estou. Já estou quase pensando seriamente em sair de lá.
E depois que sair de lá, fazer um curso de banho e tosa... e depois trabalhar em algum pet shop.
Me invoquei muito com essa história de banho e tosa, procurei até lugares que dão aulas e tal, mas é carinho, em torno de 800 paus.
E sinceramente, nem sei porque estou escrevendo aqui, não tenho nenhum assunto pra comentar. Só de que vejo o mundo inteiro feliz... e eu me deprimo com isso.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Desgraças (parte 2)

Esqueci de comentar sobre o item da produtora que já faz MUITOOO tempo que não recebo nenhum tipo de e-mail deles (mais um motivo pra achar que estou "excomungada").

Também esqueci de falar que a Spice morreu (a beagle falsificada).

...

Morreu na terça-feira passada (11/05/2010), só que eu fui saber somente na quinta, que foi justamente nos dias que meu celular antigo se revoltou e não conseguia saber quem tinha me ligado.
Minha mãe ficou chorando tanto enquanto contava a história... ela viu a cachorra morrendo e morrer de vez.
Como eu já perdi bastante o contato com eles (os cachorros), eu nem senti muito. Fiquei triste, óbvio, mas não tanto quanto a minha mãe. Fiquei mais triste é com a minha mãe chorando.

Também esqueci de falar que meu aniversário passou e que foi legal. Não sai pra nenhum canto e ainda fiz extra, mas foi bem diferente do que eu esperava.

E não tenho mais coisas alegres a contar.
Coisas tristes.... tem de monte e ainda sobra... só não estou mais com saco pra escrever nada. Aliás, eu não estou mais com saco de ficar na frente do pc.

Lembrando: Garbage - Wicked Ways

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Vocês gostam de desgraças, certo? Então divirtam-se!

Eu não sei se estou alta ou não, mas descobri algumas coisinhas tomando apenas 1/3 de uma lata de 269ml de Skol:

- Meu nariz, que já é apodrecido desde quando vim aqui pra SP e que já se entopem naturalmente quando o clima esfria, fica mais entupido ainda (praticamente tampado) quando tomo algo alcóolico. Só que dessa vez não vou no hospital nem a pau. Tomar aquela injeção na bunda de novo com aquele líquido filho da puta que acentua mais ainda a dor da picada e da aplicação? Deus me livre! Prefiro morrer logo asfixiada (sinceramente). Fora que estou com álcool no corpo, que não traria bons resultados biológicos e muito menos minhas explicações pra médica.

- Descobri que só fico empolada quando eu tomo algo alcóolico muito rápido. Se eu tomar bem devargazinho, não me empolo (pelo menos por enquanto). Se bem que eu não saberia a diferença mesmo, porque estou empolada mais de um mês e até agora não sei o que está me deixando assim. Estou cheia de bolinhas vermelhas do pescoço pra baixo, e alguns estão meio que crescendo e descamando um pouco. Achei que fosse hanseníasse, mas dizem que quando você tem isso, as manchas avermelhadas ficam insensíveis a dor, o que não acontece porque já fiquei cutucando com a agulha e sinto a dor (acho que essa seria a única situação em que agradeço por sentir dor). E o mais engraçado é que não sinto coceiras nessas manchas. Ou seja, me fudi e devo estar toda esculhambada biológico-imunologicamente falando.

- Estou mais mole que das outras vezes que tomei algo assim. Mais um motivo pra afirmar que estou mal fisicamente. Fora meu estômago que está meio reviradinho.


Agora são conclusões que já foram tiradas antes de inventar de achar de querer ficar alta (e nem devo estar, na verdade):

- Estou de saco cheio do serviço. Minha produção caiu legal. Eu lembro de ter relatado exatamente isso a alguns meses atrás, mas dessa vez acho que a tendência é piorar mesmo, porque fiquei coletando abaixo do meu normal durante a semana passada toda e estou tendo uma dificuldade enorme de coletar mais rápido, principalmente a emissora que dá uma quantidade de registro bem abaixo do normal. Continuo fazendo a porcaria da Entertainment (conhecido somente por E!) e a Bloomberg. A Bloomberg teve um aumento de registro bem significativo, de seus meros 500 registros, subiu pra 950 (é MUITA coisa!!!). E a porcaria da E! foi e continua nos seus míseros e escrotos 450 registros em média, e é justamente nessa porcaria que deveria coletar bem mais rápido que estou perdendo mais tempo. Aí, fica nesta bosta: nunca irão passar a E! pra outro coletor porque a maioria quer ficar assistindo os programas que tem nele (para situá-los do quão atrativo é, passa aquele programa do Dr. Hollywood, o Project Runway, e vários programas relacionados a fofocas do mundo das celebridades hollywoodianas), e acho que sou a única que não assisti aquela merda porque acho uma porcaria mesmo (menos o Project Runway), então... imagino que, mesmo se a minha produção caiu em uma proporção relativamente grande por causa dessa merda da E!, não vão querer passar pra outros pra depois ficar mais uma emissora atrasada de mais de um mês. Ou seja.... me fudi!

- Meu celular começou a ficar muito revoltado e querer tomar o rumo de sua própria vida sozinho, ou seja, ele começou a querer ficar de mal e a tela simplesmente ficava preta de uma hora pra outra, ou ele ficava com muita raiva e eu só conseguia enxergar o equivalente a uma tv com antena que não dava sinal nenhum, ou seja, só chuvisto, o que resultava em continuar a não enxergar nada do que aparecia na tela. Ele tava dando esses probleminhas de vez em quando, mas era só dar umas palmadinhas ou tirar por alguns minutos a bateria do celular, que logo voltava ao normal. Só que um dia, ele resolveu ficar revoltado por dois dias. E eu tava recebendo mensagens, ligações, mas não fazia a mínima de quem estava me ligando e o que tinha nas mensagens. Então, fui obrigada a comprar urgentemente um celular novo. Ele é quase igual ao meu antigo, só ficou mais largo, menos comprido e mais gordo. Na verdade o bicho é bem grandinho e pesadinho, mas me fascinei com o puta som que ele faz e poder ligar o rádio sem depender da porra do fone de ouvido. E ele é slim, aqueles que você tem que deslizar pra aparecer o teclado. Por enquanto estou gostando, só espero que ele não invente de querer ficar problemático depois de um ano de uso (que foi o que aconteceu com o meu antigo que fui forçada a aposentá-lo).

- Meu computador voltou lindo e maravilhoso como antes na sexta-feira (14/05), e o melhor, os caras não mexeram quase nada na configuração do windows. Porque normalmente, quando você leva seu pc pra ser consertado, os caras sempre ficam mudando as configurações pessoais do pc pra se adaptar ao jeito deles, do jeito que eles gostam, e depois quem se ferra é o cliente pra depois tentar lembrar de como colocar as coisas do jeito que você tinha deixado antes. Únicas coisas que eles mexeram foi o estilo da barra de ferramentas e as bordas da janelas (deixou naquele classicão do windows, imagino eu porque os mais bonitinhos são mais pesados, ou seja, pra agilizar o processamentos de dados e pro pc não ficar muito tempo pensando), tiraram a senha do meu usuário (mas até achei melhor, pra ser bem sincera), e deixaram apenas uma pasta com uns programinhas e sei lá mais o que pra, acho eu, ajeitar o problema que ele tinha. Em compensação, o conserto foi caro (desembolsei 500 paus) e ele voltou muito barulhento. Antes ele não fazia quase nenhum barulho, você só ouvia a ventuinha e não era nada incomodador, agora ele tá fazendo mor barulhão de nano-turbina de avião. Outra coisa legal é que eles não apagaram absolutamente nada que tinha no meu HD (isso é MUITO BOM!). Agora estou de volta nesse mundinho fechado que vivo de pc e internet (ohhh novidade).

- A tv também voltou, mas incompleta. Depois de muita enrolação de quem estava de posse do cabo de força da tv, eis que virei uma completa enchedora de saco cobrando todo dia pelo fio e finalmente peguei. Só que continuo sem o controle remoto. E sinceramente, eu fiquei tão de saco cheio disso, que nem vou buscar mais a merda do controle remoto, e tô pensando seriamente em comprá-lo. Apesar de imaginar que o original deva ser BEM caro, vou desembolsar por ele. Porque eu não tô a fim de ir até Santo Amaro, sem saber até agora o horário que o infeliz se encontra em casa e sem ter um telefone pra perguntar isso, e chegar lá não ter ninguém pra me devolver essa merda. Mentira... eu sei os horários e tal porque o rapaz me passou por e-mail, o problema que ele só se encontra na casa dele de manhãzinha, mas quase no fim da madrugada, ou depois das onze da noite. Como ele não tem celular, eu não tenho a mínima cara de chegar na casa dele de madrugada (praticamente) e bater na porta da casa dele, e acordar todos da casa, e o pior é se acontecer isso e ele não estiver. E muito menos tenho cara de ligar pra casa dele essas horas pra saber se ele está em casa ou não e no fim eu acordar todos da casa e ele não estiver. Ahhh meu, pelo amor né!

- Provavelmente eu fui "excomungada" da futura produtora que estava participando. Depois da gravação do clipe, fizeram uma reunião pra apontar os erros da produção e tentar procurar soluções, mas eu não pude ir a reunião (mais uma vez). Depois de um ou dois dias depois, eu liguei para um deles pra perguntar o que foi discutido, e o que eu imaginei realmente foi falado. Discutiram sobre o empenho de alguns dos integrantes, incluindo eu. O rapaz quis falar da melhor forma possível, e talvez nem tenha sido a intenção dele ser maldoso, mas, mesmo sabendo que eu não estava me empenhando bem, acho que eles não compreenderam bem a minha dificuldade de comparecer a algumas gravações devido ao meu horário no serviço, com o meu horário de reversamento nos sábados e os extras que ando fazendo. Tudo bem que extra é coisa facultativa, mas eu tava precisando do dinheiro que ganharia do extra e que, no momento a produtora não poderia me oferecer. É óbvio que você vai se empenhar mais em um emprego que te dê mais sustentabilidade financeira, então eu optei em me dedicar mais ao serviço que eu estou de saco cheio do que com a produtora, logo porque expliquei pra ele que eu tenho um sério problema de não conseguir fazer duas coisas ao mesmo tempo pra qualquer coisa, ou me empenhava completamente no serviço que estou ou na produtora. Fiz minha escolha, mas continuo achando que eles não compreenderam meu ponto de vista e achei meio injusto. Eu pude comparecer nas gravações nos horários que eu estava disponível, ou seja, logo depois que eu saía do trabalho, e ficava até a hora que eu podia também. Questionaram em um dia de domingo, onde tudo deu errado e tivemos que gravar em outro local que foi decidido em cima da hora, que, dentre oito integrantes, só ficaram até o final três, sendo um que não compareceu em nenhuma por motivos de trabalho, e eu fui uma delas que saí fora. Agora, eles perguntaram o por quê? Eu dei o meu motivo na hora que fui embora: eu teria que devolver metade dos equipamentos alugados até o meio-dia. Eu tinha que trabalhar na segunda, e eu não tava a fim de chegar no serviço podre pra não fazer nada justamente num dia que eu teria que fazer mais fitas que o normal por conta da gente não trabalhar de domingo (deus me livre!). E no final sabe o que aconteceu? O lugar que tava combinado de eu pegar os equipamentos pra levar de volta não foi feito, por problemas de rodízio de carro, e tive que acordar muito mais cedo do que eu estava planejando pra ir em Osasco socar um monte de equipamentos e a porra da minha tv e depois sair correndo com o carro carregadíssimo até na Vila Olímpia, e ainda passei vergonha porque faltou algumas coisas e eu nem sabia onde estavam ou por onde eles foram parar. E enquanto eu estive presente nas gravações, eu ficava de olho nos equipamentos que eu peguei pessoalmente (que eram lá da Vila Leopoldina) e toda vez que eu achava que estava faltando, eu procurava saber onde estavam, porque no começo, pra mim, eu que iria devolver no mesmo lugar que eu tinha pego, mas depois resolvi trocar com um dos meninos pra poder agilizar as entregas de acordo com a proximidade de suas casas. E no fim, eu tomei no cú... certo? Eu posso não estar trabalhando em dois empregos como um dos meninos estava fazendo... eu também não estou trabalhando em um turno de oito horas como a maioria estava. Mas também não sou uma filha da puta que fica inventando lolotas pra não ir nas reuniões ou gravações e muito menos fico prejudicando o grupo querendo pegar responsabilidades ou até atividades bestas que eu sei que não vou ter tempo ou não farei direito e depois prejudicar meu grupo. E eu faltei sem ser por motivos de trabalho, é porque eu estava realmente esgotada fisicamente de sair pra qualquer lugar, logo porque não sou robô e o meu serviço, apesar de não parecer, te esgota mentalmente. Esgotou mentalmente, automaticamente rebate pro físico. Enfim.... eu acho que me queimaram um pouco e fiquei um pouco chateada com isso. E em meu momento de raiva, não quero nem saber mais deles, fodam-se e eu perdi, talvez, uma das minhas maiores oportunidades de estar ganhando uma nota preta, ser reconhecida e viver bem depois de ficar velha. Mas... quer saber? Foda-se! Eu não tava mais com saco nenhum pra participar. Estava realmente desmotivada. Pode ser até uma retardadisse minha ou exigência absurda querer que eles me compreendam. Mas... paciência, já foi!

- Depois dessa discursão toda aí em cima, acho que essa história de querer que todos me compreendam 100% fode demais com a minha vida. Esperar a benevolência e compreensão à altura de Madre Teresa de Calcutá de todos é simplesmente impossível. Aliás, é impossível também à apenas uma pessoa, quanto mais sete, oito, vinte, milhões de pessoas.

- E depois disso tudo, chego a conclusão que nunca serei feliz na vida mesmo. E que vou morrer sozinha. E sinceramente, não pretendo querer me melhorar. Sem nenhuma motivação pra querer fazer mais nada. Só queria que minha vida se acabasse o mais rápido possível, e menos dolorido possível, porque não faço a mínima idéia do que ainda me prende a esse mundo, e o que eu posso fazer de bom pra alguém. Pra mim, eu só mereço coisa ruim, coisas maldosas, só sofrimento.