segunda-feira, 28 de junho de 2010

Sem motivação pra nada

Até uma hora atrás, eu tava motivada pra escrever alguma coisa... qualquer coisa nessa budega... mas agora... eu só quero me ferrar...
Recebi um e-mail de um teste de personalidade com relação ao trabalho.... e meu... bateu direitinho, pra não falar completamente com a minha pessoa, e depois de ver o resultado do teste, fiquei mais desanimada ainda com o meu serviço.
A descrição bateu muito bem, mas também fiquei pensando: que raios de serviço iria querer um perfil que nem o meu?
Só trouxa mesmo que nem eu pra ser assim.

O teste: http://sites.mpc.com.br/negreiros/quiz.html
Meu resultado foi ISFP.

Tô cansada dessa minha vida.
Tô cansada de tudo.
Queria ir pro inferno (digo isso todos os santos dias).
Eu tô um saco... eu tô um porre... tô um cocô de pessoa.
Pior que eu tinha algo útil pra filosofar, mas esqueci (novidade).
Então... foda-se.
Fui!

Pensando: quero assistir logo Capadócia!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Desavenças ditas durante minhas crises

Estava eu me lembrando de "Demônios da Garoa - Trem das Onze", e sem saber direito a letra da música, acabei resolvendo criar uma partezinha por minha própria conta enquanto estava deitada na cama, resmungando e chorando de tudo e todos.

"Não posso ficar
Nem mais um minuto com você
Sinto muito amor
Mas não pode ser
Moro em Jaçanã
Tragam baldes e baldes
Para transformar esse quarto
Em um rio de lágrimas amargas"

Ultimamente ando tão mal que, quando sei que não terei que acordar cedo ou ir trabalhar no dia seguinte, invento de querer comprar qualquer coisa alcóolica e ficar tentando beber ela toda sozinha em casa. Isso está me deixando um pouco mais doente da cabeça, mais alesada e retardada e fudendo bem gostoso meu estômago. E meu humor também anda bem chato, de depressivo a irritada, ao ponto de, em um dia, conseguir falar somente dez palavras úteis ou prestáveis, e o resto é só palavrão e xingamentos, principalmente durante o trânsito ou quando estou dentro do carro.
Eu tô ficando de saco cheio desse meu estado, e mais ainda quem é obrigado a conviver comigo durante algumas horas do seu santo e todo dia.
Queria tanto umas férias... pra poder ficar presa aqui em casa e ninguém me procurar... fazer de conta que virei pó por vinte ou trinta dias, e que ninguém me verá. Também sei que pioraria ainda mais o meu estado, mas as vezes acho que preciso estar bem na merda pra me tocar.
Pra ser bem sincera... eu queria mesmo era dormir e nunca mais acordar... isso era o que eu mais gostaria no momento.
Enquanto isso, tenho que tentar juntar pelo menos uns quarenta mil reais pra poder fazer aquela "aventura sem volta" pro Japão.
Pelo menos lá iriam me jogar num rio qualquer ou me enterrariam de qualquer jeito, já que eu seria indigente por lá.
Eu sou uma merda mesmo... não dou valor a nada que tenho.
E no fundinho, acho que queria ter ido na Parada Gay... só pra eu me sentir mais mal vendo todo aquele povo feliz, com um monte de casalzinhos gays e lésbicas se atracando felizes da vida... e me vendo... vendo a merda que sou e a merda que estou.

Ouvindo: Elis Regina - Romaria