terça-feira, 14 de junho de 2011

Surpresa besta

Achei que tivesse virado uma pedra indestrutível... mas aquelas palavras me fizeram amolecer novamente, que nem em minhas épocas mais antigas... e percebi que continuo desejando coisas que antigamente corria desesperadamente, só que dessa vez, tudo mais tranquilo, passivo e calmo.
Acho que na hora, não transpareci nada fisicamente... talvez, tenha-se notado a surpresa somente por eu ter me gesticulado oralmente... mas, por dentro... fiquei muito feliz... e surpresa também.
Continuo surpresa ainda... mas não deveria ficar tão surpresa assim, afinal... nada vai mudar... absolutamente nada mudará... mas... realmente... não esperava isso... já tinha educado a minha cabeça que isso nunca aconteceria, para não criar expectativas falsas e o pior, esperanças falsas.
É apenas um detalhe... besta... mas, de besta que sou... fiquei feliz.
Em uma data tão infeliz... virou-se à casaca. Achei engraçado isso. E o mais engraçado foi a programação do dia... foi a programação mais clichê que poderia ter nessa vida. Clichê e meio que "à moda antiga". Não que eu não tenha gostado, ao contrário... foi muito bom, mas foi engraçado também, no final do dia.
Só pra deixar registrado a minha cara de besta-boba-feliz em forma de palavras digitadas.